"Computadores são rápidos, precisos e estúpidos. Humanos são lentos, imprecisos e brilhantes. Juntos eles são mais poderosos que se pode imaginar." Albert Einstein

Criando metas e definindo propósitos - Para onde estou indo?

Fazer um alinhamento e definir a direção, o foco, saber onde queremos chegar é fundamental.  Segundo Harry Palmer, especialista na área comportamental, alinhamento pessoal significa estar em concordância com um objetivo e trabalhar em direção  a ele. Quando estamos incertos  de nossas direções  e objetivos, tendemos a agir de modo desalinhado e não chegamos a lugar nenhum. Para evitar isso é interessante identificar onde estamos. Esse Estado Atual tem a ver com as escolhas que fizemos e decisões que tomamos no passado. Muitas vezes não fazemos essa avaliação e deixamos de perceber o que pode ser melhorado ou modificado.
Aprender a se perguntar: “Onde estou hoje?” “Para onde estou indo?” “O que eu faço me leva aos meus objetivos ou me distancia deles?” implica em ampliar a percepção de si mesmo e perceber o resultado de suas ações. Se não estou feliz com o resultado que estou obtendo, devo mudar o que estou fazendo.
Deixar claro para sua mente o que você quer, clarear o Estado Desejado, definir aonde você quer chegar é uma forma de fazer um sonho virar realidade. Caso contrário continuará repetindo as mesmas coisas e obtendo os mesmos resultados insatisfatórios.
Nossas escolhas podem sempre ser revitalizadas. Colocar a atenção no foco e perceber os recursos internos necessários para atingir a meta, ao invés de avaliar somente a situação externa, nos leva a nutrir o nosso propósito.
Perceber a autoconfiança, determinação, ousadia, força, criatividade como recursos que estão disponíveis para você, buscar uma experiência de referência onde você utilizou esses recursos fortalecedores em eventos passados, acessar essas lembranças e revivê-las internamente trará certamente mais convicção para sua crença na sua competência e no seu merecimento e isso contribui para você chegar lá.
Quando não contamos com esses recursos, desconectamos de nossa força interna e enfraquecemos nossa meta. Experimente se perguntar: “Onde está minha atenção? Eu estou dando importância ao que realmente é importante?”  Importar é trazer de fora para dentro e quando tomo consciência disso, aprendo a buscar meu alinhamento de forma congruente. Para lidar com a pressão externa é importante focar nossa força interna e lembrar que tudo que precisamos para ser feliz e lidar com os desafios da vida nós já temos. A mesma força que nos faz sonhar poderá ser canalizada para a realização do sonho.
É importante equilibrar a razão e a emoção da mesma forma que um passarinho não voa com uma asa só, nós precisamos do Q.I, Quociente intelectual, racional e do Q.E Quociente Emocional, para darmos sentido ao nosso viver. Avaliar a realidade racionalmente e identificar quais recursos externos eu tenho para apoiar minhas metas, investir no nosso lado intuitivo e sonhador, dar asas à imaginação, tudo isso é essencial.
Procure abraçar o seu verdadeiro querer. Permita-se sonhar e ouvir a sua intuição. Muitas vezes, as respostas que buscamos fora estão dentro de nós, na nossa fonte criativa e amorosa.
Tudo que foi criado pelo homem, um dia foi sonhado, imaginado por ele. Geralmente colocamos nosso foco de atenção nas dificuldades da vida e experimentamos saúde precária, sucesso limitado. Quando aprendemos a focar o nosso ideal, nos sentimos confiantes, abrimos um caminho de oportunidades para o sucesso.  A nossa maior dificuldade na vida não é atingir nossas metas e sim, defini-las. Saber com clareza o que queremos internamente e colocar a atenção neste foco, caminhar em direção a ele e manter uma crença fortalecedora de merecimento, é uma habilidade que pode ser desenvolvida.Só você pode fazer isso por si mesmo.
Fazer um alinhamento e definir a direção, o foco, saber onde queremos chegar é fundamental.  Segundo Harry Palmer, especialista na área comportamental, alinhamento pessoal significa estar em concordância com um objetivo e trabalhar em direção  a ele. Quando estamos incertos  de nossas direções  e objetivos, tendemos a agir de modo desalinhado e não chegamos a lugar nenhum. Para evitar isso é interessante identificar onde estamos. Esse Estado Atual tem a ver com as escolhas que fizemos e decisões que tomamos no passado. Muitas vezes não fazemos essa avaliação e deixamos de perceber o que pode ser melhorado ou modificado.

Aprender a se perguntar: “Onde estou hoje?” “Para onde estou indo?” “O que eu faço me leva aos meus objetivos ou me distancia deles?” implica em ampliar a percepção de si mesmo e perceber o resultado de suas ações. Se não estou feliz com o resultado que estou obtendo, devo mudar o que estou fazendo.

Deixar claro para sua mente o que você quer, clarear o Estado Desejado, definir aonde você quer chegar é uma forma de fazer um sonho virar realidade. Caso contrário continuará repetindo as mesmas coisas e obtendo os mesmos resultados insatisfatórios.Nossas escolhas podem sempre ser revitalizadas. Colocar a atenção no foco e perceber os recursos internos necessários para atingir a meta, ao invés de avaliar somente a situação externa, nos leva a nutrir o nosso propósito.

Perceber a autoconfiança, determinação, ousadia, força, criatividade como recursos que estão disponíveis para você, buscar uma experiência de referência onde você utilizou esses recursos fortalecedores em eventos passados, acessar essas lembranças e revivê-las internamente trará certamente mais convicção para sua crença na sua competência e no seu merecimento e isso contribui para você chegar lá.

Quando não contamos com esses recursos, desconectamos de nossa força interna e enfraquecemos nossa meta. Experimente se perguntar: “Onde está minha atenção? Eu estou dando importância ao que realmente é importante?”  Importar é trazer de fora para dentro e quando tomo consciência disso, aprendo a buscar meu alinhamento de forma congruente. Para lidar com a pressão externa é importante focar nossa força interna e lembrar que tudo que precisamos para ser feliz e lidar com os desafios da vida nós já temos. A mesma força que nos faz sonhar poderá ser canalizada para a realização do sonho.

É importante equilibrar a razão e a emoção da mesma forma que um passarinho não voa com uma asa só, nós precisamos do Q.I, Quociente intelectual, racional e do Q.E Quociente Emocional, para darmos sentido ao nosso viver. Avaliar a realidade racionalmente e identificar quais recursos externos eu tenho para apoiar minhas metas, investir no nosso lado intuitivo e sonhador, dar asas à imaginação, tudo isso é essencial.

Procure abraçar o seu verdadeiro querer. Permita-se sonhar e ouvir a sua intuição. Muitas vezes, as respostas que buscamos fora estão dentro de nós, na nossa fonte criativa e amorosa.

Tudo que foi criado pelo homem, um dia foi sonhado, imaginado por ele. Geralmente colocamos nosso foco de atenção nas dificuldades da vida e experimentamos saúde precária, sucesso limitado. Quando aprendemos a focar o nosso ideal, nos sentimos confiantes, abrimos um caminho de oportunidades para o sucesso.

 A nossa maior dificuldade na vida não é atingir nossas metas e sim, defini-las. Saber com clareza o que queremos internamente e colocar a atenção neste foco, caminhar em direção a ele e manter uma crença fortalecedora de merecimento, é uma habilidade que pode ser desenvolvida.Só você pode fazer isso por si mesmo.

Autor(a):

IMG 1448 Luiza Lopes é educadora, consultora de empresas e especialista em Programação Neurolinguística.



Referencia: Indesp - Instituto de Desenvolvimento Pessoal

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Anúncios Google

IBC

banner-descubra-pnl-v3 ibc

Thalentos

thalentos 2014

Ideah

Instituto Ideah

Congresso PNL 2017

banner-congresso